Cabanha Santa Edwiges

Pais da Cabanha

J A Cartucho

RP 13

Nasc. 21/10/80

sbb 1462

Pelagem zaina negra




Sendero Kalifa
Registro de Mérito

Tren Tren Arrebol
Registro de Mérito
Aculeo Vástago
Aculeo Noche Buena

La Invernada Huertera
No me Toques
Aculeo Farra



Che Ñapinda 553
Registro de Mérito

Porã Arabera III
Cardal Airoso
Pora Anive

Che Cambacita
Che Zorzal
Che Aroma Linda

J A Cartucho foi uma bênção que nasceu em forma de potro na Santa Edwiges quando possuíamos apenas oito éguas. Desde pequeno, já se diferenciava de seus contemporâneos. Quando fomos numerá-lo, para nossa surpresa, recebeu o RP 13. Número da sorte. Parecia um aviso que ali estava um cavalo especial.

Foi criado e cuidado com todo o carinho, cercado de grandes expectativas. Conquistou 1.o Prêmio de categoria na Expointer em Esteio, como potranco em 83, e como cavalo em 84. Convidado a representar o Brasil na FICCC de 89 em Buenos Aires, foi 1.o prêmio de categoria cavalos. Venceu, nesta categoria, três Grandes Campeões de Palermo.

Sua campanha de exposições foi mais marcada pela polêmica que suscitou do que por prêmios conquistados. Cartucho sempre foi considerado um cavalo muito bonito. Para alguns, era bonito demais para ser Crioulo. Para outros, havia nascido muito antes do seu tempo, e representava um grande avanço dentro daquilo que o Crioulo poderia vir a ser. Na verdade, todos o achavam fora do comum. Além disto, na época, ainda não havia consenso sobre o benefício que o sangue chileno poderia agregar ao nosso Crioulo. E Cartucho era filho de chilenos...

O tempo veio a confirmar sua importância como reprodutor. Destacou-se, primeiramente, pelas suas filhas. Não só por produzir animais de ponta, que conquistaram premiações importantes, mas por produzir filhas melhores que as mães que as geraram em diversos aspectos. Pode-se dizer que tinha uma capacidade global de melhoramento: passava funcionalidade, selo racial, correção, muita nobreza e refinamento para seus descendentes. São notáveis a leveza de pescoço e a beleza da cabeça de suas filhas. Posteriormente, revelouse um avô excepcional. Desta forma, ajudou a construir a fama e a base da atual manada da Santa Edwiges, e acabou conquistando seu lugar no cobiçado Registro de Mérito Brasileiro. Só para lembrar quem é novo na raça, entre as notáveis filhas de Cartucho estão Moringa de Santa Edwiges, Grande Campeã da Expointer 94 e J A Paloma, Freio de Ouro 96 e Reservado de Grande Campeã da Expointer 96. Cartucho é também pai de Don Carrasco do Purunã, Freio de Ouro 2001. Cartucho morreu muito jovem, no inverno de 92. A última geração de filhos deixada por ele na Santa Edwiges tem o nome começando pela letra “P”.

Tren Tren, Kalifa, Cartucho, compõem uma linhagem consagrada pela sua reprodução. São melhoradores de morfologia e função comprovados. Pensando bem, o RP 13, número da sorte, caiu muito bem neste incomparável garanhão.

Copyright 2011 Cabanha Santa Edwiges - Todos os direitos reservados